18 de maio de 2009

adoptámos pardalinhos

estavam num telhado acabado de destelhar, com fome, e os pais estavam desesperados. Agora sem as telhas para os protegerem, eram um petisco desejado para os gatos das redondezas. Não deixámos, e trouxemo-los connosco!
Apesar da maioria das opiniões é que pardais não se criam em casa e que morrem, não é de todo verdade. estão bem, a crescer a olhos vistos e para o T. e M. são os novos hóspedes.

2 comentários:

Ezul disse...

Também já tive um pardal. Foi nosso hóspede enquanto se recuperava de um problema numa asa. Andava à solta e fazia várias tropelias. Curou-se, abrimos-lhe a janela, saiu e voltou, e depois partiu definitivamente.
:)

Luisa Moreira disse...

Que amorosos, como é que eles estão?